foto Golden Shopping 23 a 25 11 17

Neste sábado (25.11) foi realizada a solenidade de encerramento da final nacional do Torneio Juvenil de Robótica (TJR), no Golden Shopping Calhau. O evento, que teve como atração o Robozão, foi coordenado pelo Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) e contou com apoio da Fundação Sousândrade. A noite do último dia juntou as 135 equipes do país. Além do certificado Paulo Freire para as de melhor desempenho, as equipes foram premiadas no primeiro e segundo lugar nas modalidades Viagem ao centro da terra, Cabo de guerra, Sumô MMA e tradicional, Resgate de alto risco, Resgate no plano, Dança e Registro multimidiático.

final competição 25 11 17

De acordo com o reitor do Iema, Jhonatan Almada, o Maranhão agradece a todas as delegações que participaram. “Nós do Iema nos esforçamos bastante para acolher bem. Agradeço a todos os envolvidos na organização. O Maranhão está de portas abertas para um próximo torneio". Segundo o diretor da Comphaus, empresa parceira do evento, Luís Rogério, a dedicação de todos dá fôlego para mais um ano de competições. “Parabenizo a todos que se esforçaram e tiveram a capacidade de superar os desafios ao longo desses três dias de torneio. Agradeço imensamente a esse estado maravilhoso que nos acolheu com alegria em todos os momentos”, frisou.

Imagem-interna-225x300

O coordenador de Práticas Experimentais em Robótica do Iema, Fábio Aurélio, ressalta o sentimento é de missão cumprida. “Temos que parabenizar todas as equipes. Os resultados que alcançamos mostram o trabalho que vem sendo desenvolvido por toda a equipe do Iema, pelos professores de robótica e por todo o grupo. Vamos continuar o trabalho para que mais títulos venham”, destacou.

As equipes vencedoras de cada modalidade estão classificadas para a etapa internacional do Torneio Juvenil de Robótica (TJR). Durante a cerimônia da premiação, os organizadores do TJR anunciaram o local da próxima competição. A edição de 2018 será na Paraíba.

PREMIAÇÕES

O Iema, no âmbito de suas unidades plenas de São luís, Bacabeira e Pindaré-Mirim, foi premiado em primeiro lugar nas modalidades Resgate de alto risco, Resgate no plano, Viagem ao centro da terra, Dança e Cabo de guerra. Em segundo lugar nas categorias Sumô tradicional e Dança. O estudante Eduardo Melo, da unidade plena de Pindaré-Mirim, que foi campeão na modalidade Cabo de guerra, relatou a importância da conquista. “Nossa equipe veio com a intenção de ganhar. Quando começamos a competir focamos em um bom resultado e fomos buscar e esse empenho deu certo. É minha primeira competição nacional e saio muito feliz”, relatou.

Na modalidade Viagem ao centro da terra – nível dois -, a instituição educacional ENIAC, de Guarulhos (São Paulo) levou o primeiro e segundo lugares. O Instituto Federal do Maranhão, campus de Açailândia, levou o segundo lugar no nível três.

No cabo de guerra – nível um -, a equipe de Santa Rita, da Paraíba levou o segundo lugar. No nível dois, a equipe de Curitiba ficou em primeiro com o grupo Acthon, e Conectados em segundo. O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) de Santa Catarina levou o segundo lugar no Cabo de guerra – nível dois e nível quatro. No nível quatro, os campeões são da equipe do Instituto Federal da Paraíba (IFPB).

Na modalidade Resgate de alto risco – nível três -, o Instituto Federal da Paraíba (IFPB) levou o segundo lugar, e o primeiro no nível quatro. O segundo lugar ficou para o Instituto Federal do Maranhão, campus de Açailândia.

Na categoria Resgate no plano – nível dois -, os vencedores foram a equipe Líderes Juniors, de São Paulo. Em segundo ficou o grupo FDR, do Amapá. No nível três e quatro o segundo lugar ficou para o IFPB da Paraíba.

No Sumô tradicional – nível dois -, o primeiro lugar foi para o ENIAC, de São Paulo, o segundo ficou para o Senai de Santa Catarina. Para o nível três, os vendedores foram, em primeiro lugar, ENIAC (São Paulo) e, em segundo, IFPB (Paraíba), que também levou o primeiro e segundo lugares do sumô tradicional.

No Sumô MMA – nível dois -, o primeiro lugar ficou para o ENIAC, e o segundo para Líderes Juniors, de São Paulo. No nível quatro, primeiro e segundo lugares para o ENIAC, de São Paulo.

Na modalidade Dança – nível dois -, o primeiro lugar ficou para o ENIAC (São Paulo) e segundo para Santa Rita (Paraíba).

As equipes de melhor desempenho receberam o prêmio Paulo Freire, entre elas estão o Senai de Santa Catarina, equipe de Chapecó, grupo pindareense, equipe Dance Mix, MSP e FBR do Amapá, e conectados do Paraná.

 

*Informações do Portal do IEMA

Back to Top